Alice Moraes

Padrões? Quebre-os!

Textos

Quando algo nasce
As estrelas testemunhavam aquele momento.
A lua observava tudo como se admirasse os amantes que ali estavam.
Eram as únicas testemunhas.
A lua e milhões de estrelas.
Do que ali nascia.
No sorriso e no olhar se via o que palavra nenhuma parecia dizer.
Aos poucos a distância se tornou ínfima.
Um puxão delicado no braço.
Unindos dois corpos sedentos de desejo.
Seus lábios se encontraram em um demorado beijo.
Beijo de amantes apaixonados.
Beijo daqueles impossíveis de guardar para outro momento.
Delicadamente suas costas encontraram o chão.
O piso de madeira se deleitou com tamanho amor.
A lua pareceu sorrir.
E os amantes abençoou ao partir.
Alice Moraes
Enviado por Alice Moraes em 17/04/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Guerreiros das Sombras R$12,00